Histórico da biblioteca pública de Bom Jardim

1897 - Nos princípios daquele ano, Miguel de Abreu, Américo Rocha e Alfredo Friedmann trataram da criação de uma biblioteca pública em Bom Jardim, a qual foi instalada no prédio da Câmara Municipal.

1941 - Na gestão do prefeito Celso Peçanha, a biblioteca municipal foi reinaugurada no Edifício Cariello.

Sobrado dos Cariello.
1963 - Graças ao projeto de Lei nº 10, de 18 de novembro de 1963, de autoria do então vereador Miguel Monnerat T. de Aguiar, a biblioteca foi denominada "Biblioteca Pública Municipal João XXIII". Walter Vendas Rodrigues era o prefeito na época.

No final da década de 1960, no governo do prefeito Benedicto Coube de Carvalho, a biblioteca foi instalada numa das salas do prédio da antiga estação ferroviária, local onde passou a funcionar a prefeitura municipal.

1980 -  A biblioteca foi transferida para o atual endereço, com a inauguração da Casa da Cultura Mário Machado Nicoliello.
Casa da Cultura Mário Machado Nicoliello, em cujo térreo funciona a
Biblioteca Pública Municipal João XXIII.
Foto: Projeto Midia Digital.
Outras informações:

Endereço: Rua Mozart Serpa de Carvalho, 190 – Centro - Bom Jardim - R.J. CEP: 28660.000

- Telefones: (22) 2566-3032 ou (22) 2566-2916 ramal 239.

- Horário de funcionamento:  segunda a sexta-feira, das 9h às 12h ; das 13h30min às 16h30min.

- Tipos de acervo: livros, cds, fitas, periódicos, dvds.

- Acervo especial : livros em formato Braille e livros falados.

- Acervo raro: fotografias e jornais antigos.

Nas estantes ao fundo, o acervo em Braille.
Foto: Projeto Midia Digital.



Hino de Bom Jardim

In:
Hino de Bom Jardim


Composição: Maria de Carvalho
(conhecida como Dona Mariquinha Carvalho ou Dona Ica)


Bom Jardim é um encanto,
Encanto de flores mil,
Um aprazível recanto,
Do meu querido Brasil.

Boa terra, nobre gente,
Orgulho da natureza.
Quem alegria não sente
Vendo aqui tanta beleza.

Olha as matas que verdura!
Olha o céu que esplendor!
Tudo aqui é formosura,
Carinho, bondade e amor.

Boa terra, nobre gente,
Orgulho da natureza.
Quem alegria não sente
Vendo aqui tanta beleza.

Bom Jardim, dileto amigo,
Do poeta a inspiração.
Alegre, deixo contigo,
Meu humilde coração.

Boa terra, nobre gente,
Orgulho da natureza.
Quem alegria não sente
Vendo aqui tanta beleza.

Exposição de pinturas

In:

Cinema em Bom Jardim

In: ,
Cinema Brasil – O jornal “Ribeironense” noticiou, em 6 de julho de 1913, que Antônio Teixeira Calvão e Antero Ferreira da Silva instalaram na vila de São José do Ribeirão um “bom cinematógrafo, motor Otto, de 7,5 cavalos, dínamo de 110 volts e 41 ampères, projetor Patgné” em um salão com capacidade de 200 pessoas. Era o Cinema Brasil.

Em 16 de novembro do mesmo ano, o jornal bom–jardinense “A Ordem” noticiou que Hugo Sardenberg, fazendeiro de Barra Alegre, comprara o equipamento do Cinema Brasil e que o instalaria em Barra Alegre. Não há notícia de que tenha levado a cabo tal intenção.

Cine Ideal – O primeiro cinema de Bom Jardim de que se tem notícia foi o Cine Ideal, que funcionou onde atualmente é a sede da banda Recreio Bonjardinense. Seu proprietário, segundo a tradição oral, teria sido Péricles Corrêa da Rocha.

Grupo Teatral Bom Jardim, em 1944, no palco do Cine Ideal.
Em meados da década de 1940, numa Quarta–feira de Cinzas, o seu telhado desabou. Por sorte, o desastre aconteceu após a sessão, quando já não havia mais ninguém no interior do prédio.

Cine Bom Jardim – O Cine Teatro Bom Jardim foi inaugurado em 10 de janeiro de 1954, com a exibição dos filmes “Duelo das Paixões” e “Vale das Sombras”. O projetor Century, importado dos Estados Unidos, era o que havia de mais moderno na época.

Cine Bom Jardim
Em 1º de abril de 1956 uma grande inovação foi implementada no Cine Bom Jardim: o CinemaScope, com som de 3 faixas magnéticas (som “Perspecta”) e som estereofônico de 4 faixas magnéticas, equipamentos que apenas outros 8 cinemas do Brasil (3 no Rio de Janeiro e 5 em São Paulo) possuíam. Nessa ocasião foi exibido o filme “Duelo de paixões”, da Twentyeth Century Fox, estrelado por Tyrone Power, Susan Hayward e Richard Egan.

“O Manto Sagrado”, exibido pouco tempo depois, foi um grande sucesso de público.

Adolfo Cruz tinha, na época, um programa da Rádio Nacional. Veio a Bom Jardim e teceu muitos elogios ao Cine Bom Jardim no seu programa.

Cinema alternativo – Desde a década de 1980 até fins da década de 1990, em São José do Ribeirão, funcionava na sede da banda União Ribeironense um cinema alternativo. Emílio Ab–jaud, friburguense, era quem, com seu projetor Bell & Howell, exibia filmes de 16 mm em uma tela improvisada com lençóis presa na parede do fundo do palco. Pouco antes do início das sessões, tocava uma sirene que anunciava o início do filme.

Os filmes exibidos eram muito variados, desde aventuras e ficção científica até clássicos do cinema internacional.



As cores da Bandeira do Município de Bom Jardim são branca, azul e amarela.

Os dois cisnes são alusão ao poema “Cisnes”, de Júlio Salusse, nascido em Bom jardim, na Fazenda Gongui, no dia 30 de março de 1872.

O “N” retrata a origem francesa dos antepassados de Júlio Salusse, cujo avô servira às ordens de Napoleão Bonaparte.

Brasão do Município de Bom Jardim

In:
Interpretação:

O escudo português lembra a origem lusitana da nossa pátria.

A serraria, a região montanhosa onde está localizado o município.

A locomotiva a vapor, meio de transporte que, durante mais de 50 anos, trouxe o progresso à região.

O “N” napoleônico fala, bem alto, da origem avoenga de Júlio Salusse. Seu avô Guillaume Marius Salusse, natural da França, aos 17 anos servira às ordens de Napoleão na batalha de Trafalgar, tendo sido agraciado com medalha de ouro como herói.

Os cisnes, a presença poética de Júlio Salusse, nascido em Bom Jardim, na Fazenda Gongui, no dia 30 de março de 1872, autor do magnífico soneto “Cisnes”, cujo último autógrafo vem publicado no livro “Júlio Salusse, o último patriarca”, do escritor Nilo Bruzzi.

A cabeça bovina representa a excelente região pecuarista.

O café e o milho falam das riquezas naturais do passado e do presente.

A flor–de–lis, em toda a sua beleza heráldica, exalta Nossa Senhora da Conceição, padroeira do Município.

As datas: 1893 – fundação do município; e 1929 – elevação da sede do município à categoria de cidade.

Ginásio Bom Jardim

In:
Fachada do extinto Ginásio Bom Jardim, na Av. Péricles Correa da Rocha, centro.
O antigo prédio ainda existe, ao lado do Colégio Estadual Ramiro Braga.
(Foto restaurada pelo Projeto Mídia Digital)
1947 - Ano de fundação do Ginásio Bom Jardim. Seus proprietários eram os professores Messias de Moraes Teixeira e seu primo Wilson de Moraes Teixeira.
1965 - Péricles Corrêa da Rocha compra o Ginásio Bom Jardim . Ainda nesse ano os freis franciscanos assumem a administração do Ginásio. O professor Wilson Teixeira continuou na direção do Ginásio.
1966 - O professor Cícero Monnerat assume a direção do Ginásio. Nesse mesmo ano, Péricles Corrêa da Rocha doa parte de um terreno (onde hoje se encontra o Colégio Santo Agostinho) à Ordem dos Agostinianos Descalços.
1969 - O professor Clirton Rego Cabral assume a direção do Ginásio.
1971 - É inaugurado o Colégio Santo Agostinho ( faltando concluir apenas a construção da Capela). É o fim do Ginásio Bom Jardim.


Curiosidades:

No início da década de 1960, as aulas de educação Física ocorriam no campo do Bom Jardim Esporte Clube.

A autora do Hino de Bom Jardim, Ika, era professora de Música no Ginásio.

A escola criou sua Banda Marcial para apresentações nas principais datas cívicas: Dia da Pátria e Aniversário do Município.

Vários professores do Ginásio se destacaram lecionando em escolas de renome na região.

Foi o primeiro educandário de nível ginasial no município de Bom Jardim. Antes de sua criação, os estudantes precisavam se deslocar para Nova Friburgo ou Cantagalo.


Breve Histórico do Ginásio Bom Jardim

Em meados da década de 40, faltava ainda em Bom Jardim muita coisa. Mas, com certeza, aquilo que mais faltava às famílias bom-jardinenses era seus filhos poderem concluir o ensino ginasial na própria cidade, já que nossa cidade só contava com escolas primárias. Com isso, apenas os privilegiados financeiramente do município conseguiam concluir o Ginásio, enviando seus filhos para outros centros como Cantagalo, Nova Friburgo, Petrópolis, Niterói e Rio de Janeiro.

Dono de uma visão empreendedora e sagaz, o dono dos Colégios Modelo (de Nova Friburgo) e Euclides da Cunha (Cantagalo), Messias de Moraes Teixeira, toma a iniciativa de preencher essa lacuna no ensino bom-jardinense, junto com seu primo Wilson Braz Teixeira. Assim, em fevereiro de 1947, é aberto o Ginásio Bom Jardim, no prédio que pertencia à família Pereira de Lemos, localizado na Av. Péricles Corrêa da Rocha (conhecida na época como Rua Nova, em frente ao córrego Floresta).

No período de quase três décadas, o Ginásio Bom Jardim foi a referência educativa do município, formando uma grande parte da nossa população e de cidades vizinhas.

Além do curso ginasial que funcionava durante os turnos da manhã/tarde, o Ginásio abrigou em suas dependências um Curso Normal à noite, que recebeu o nome de Escola Normal Joana Cantanheda Monnerat, em homenagem à excelente professora que marcou o ensino no município.

Em 1965, Péricles Corrêa da Rocha adquire o Ginásio Bom Jardim. 

Em 1966 o Dr Péricles comprou um terreno, doando-o em seguida para a Ordem dos Agostinianos Descalços. Nesse terreno começou a construção de um novo prédio, tornando-se o Colégio Santo Agostinho em 1974.

Assim se encerrou a trajetória de uma instituição que se tornou fundamental à educação dos jovens em termos de ensino médio no município e cuja importância jamais será esquecida pelos cidadãos municipais.

Nosso informativo está de volta e temos a grande satisfação de retornar com várias novidades no campo cultural. Para começar, temos a divulgar o sucesso do II FESTIVAL “UM JARDIM DE POESIA” – TROFÉU MARINO PINTO: 30 de abril, aconteceu, na Casa da Cultura, com a presença de vários convidados especiais que deram mais brilho à noite.


APRESENTAÇÕES ESPECIAIS

O Festival, apresentado por Bruno Aguiar e por Eleonora Leonardo teve a abertura com a apresentação do professor de canto da Casa da Música da Cândido Mendes, o tenor João Cláudio Lassarote , juntamente com dois talentosos alunos – Weslen Ramos e Eliane Lomba. Seguiram-se as apresentações dos 21 trabalhos finalistas, intercaladas com a exposição da biografia de Marino Pinto pelas jovens Lisandra Barbosa e Sabrina Carvalho (alunas da Oficina de Teatro da Casa da Cultura). Durante os intervalos, show da cantora, atriz e dubladora - Telma da Costa – que veio do Rio para participar especialmente deste evento, cantando composições de Marino e outros sucessos da MBP.

SORTEIOS

A noite foi ainda preenchida com sorteios do livro que conta a história da Sociedade Musical Recreio Bonjardinense e de diversas obras do poeta Alberto Serrano (que pelo seu trabalho foi agraciado com uma Menção Honrosa, entregue pelo Secretário da TECLA, Descio Frerie).

PREMIAÇÃO

E o momento culminante foi a premiação da noite, das três categorias e dos melhores intérpretes, com o troféu que leva o nome do homenageado deste ano:


3º LUGAR – INFANTIL
Autor: BRUNO M. FRAZÃO
Poesia: Como surgiu nosso diamante?

2º LUGAR – INFANTIL
Autor: IGOR DE S. CORRÊA
Poesia:Como surgiu? Era uma vez...

1º LUGAR – INFANTIL
Autor: EDUARDA C. HERINGER)
Poesia: E surgiram as cantigas de roda...

3º LUGAR - JUVENIL
Autor: PÂMELA DIAS
Poesia: Era uma vez...

2º LUGAR - JUVENIL
Autor: AMANDA SOARES
Poesia:Surge uma estrela, um compositor

1º LUGAR - JUVENIL
Autor: MARLON RODRIGUES
Poesia: Surge a árvore da vida...

3º LUGAR - ADULTO
Autor: KARINE G. DOS SANTOS
Poesia:É paixão!

2º LUGAR - ADULTO
Autor: LUANA A. DA SILVA
Poesia: A mais rara flor...

1º LUGAR - ADULTO
Autor: Mª AMÁLIA E. DE ALBUQUERQUE
Poesia: Relacionamento

INTÉRPRETES VENCEDORES

1º lugar:
Danilo Fuentes

2º lugar:
Cheila Grandini

3º lugar:
Felipe Barros & Thamyres Lima

AGRADECIMENTOS

• A todas as professoras que orientaram e incentivaram seus alunos, com destaque para Dilvana Mª F. Pinto e Mª Inez F. da Rocha;

• Pelo apoio da S.M. de Educação;

• Aos membros das comissões julgadoras dos trabalhos: José Carlos Salotto, Márcia Mululo, Mª Inez Carrielo, Íris Erthal, Angélica Rocha, Nelia Nery e Heraldo Mesquita;

• Ao diretor da Oficina de Teatro da Casa da Cultura, Nobel Medeiros;

• À equipe da S.M.TECLA: Joanna, Marisa, Mª do Carmo, Angela, Fátima, Elzinha, Délio, Francisco, Yvson, Marlon, Lúcia, Selma, Conceição e Celso.

• Aos empreendedores bom-jardinenses: HR Automóveis e Pousada Água Viva;

• À cobertura jornalística do Jornal “Mais BJ+NF”;

• E a todos aqueles já citados!

NOVAS PERSPECTIVAS CULTURAIS

Encontram-se adiantadas as obras do futuro GALPÃO CULTURAL, que receberá o nome da Profª Margareth de Jesus. O GALPÃO abrigará diversos espaços: teatro, Pró-memória, Projeto Mídia Digital, Corredor de Exposições e salas para diversas oficinas.

Também já foi iniciada a reforma do Cine Bom Jardim, que passará também a ser um espaço destinado a shows e apresentações teatrais, além da exibição de filmes.

VEM POR AÍ

> 11/junho: GAROTA BOM JARDIM

> 19/junho: Workshop sobre Bandas Marciais

EXPOSIÇÕES

 Aberta para visitação a 3ª etapa da EXPOSIÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO E PATRIMÔNIO CULTURAL com painéis fotográficos dos municípios fluminenses.

 Em 28/maio será a abertura da exposição conjunta de três pintoras bom-jardinenses: Elenice, Vânia e Gracinha.

JORNAIS ENCADERNADOS

A Biblioteca Pública aceita doação de jornais antigos que serão encadernados e passarão a fazer parte do acervo Pró-memória do município.

TECLE PARA NÓS!

casadaculturabj@gmail.com
Tel: 2566-3032
Visite nosso blog: http://www.teclabj.blogspot.com/

NOVAS OFICINAS

Temos vagas para aulas nas oficinas de:

 TECLADO: com Gabriel Ferreira

 BATERIA: com Joubert Alves

CORAL DA CIDADE

A TECLA está promovendo, gratuitamente, uma oficina de canto e vocalização, com o objetivo de formar o CORAL DA CIDADE. Os encontros são às 6ª feiras, às 17 h, na Casa da Cultura, com o prof. João Lassarote. Venha fazer parte!!!

A BIBLIOTECA VAI ATÉ VOCÊ

Para aquelas pessoas que estão com dificuldade de locomoção, a Biblioteca Pública está oferecendo o serviço de levar os livros até a casa do leitor. Os interessados devem entrar em contato para maiores informações.

A CASA DA CULTURA ACONTECE!!!

CONFIRA:

2ª feira - 18 h - Dança de Salão, com Ricardo Silva

2ª feira - diversos horários - Teclado, com Gabriel Ferreira

3ª feira  à tarde - Pintura, com Mª Eugênia

3ª diversos horários - Bateria, com Joubert Alves

4ª feira -  14h e 15h - Desenho, com Délio Russo

4ª feira - 15h Oficina de Teatro, com Nobel Medeiros

5ª feira - diversos horários - Bateria, com Joubert Alves

5ª feira à tarde - Pintura, com Mª Eugênia

5ª feira - 14h30in - Dança de Rua, com Lisandra Barbosa

6ª feira - manhã e tarde - Violão, com Yvson Bruno

6ª feira -  manhã - Pintura, com Mª Eugênia

6ª feira -  17h - Canto e vocalização, com João Lassarote

(As oficinas são em parceria com a S.M.TECLA. Para maiores informações, matrículas, preços e bolsas, consultar a Casa da Cultura.)

Oficina de Teclado

In:
O professor Gabriel Ferreira está realizando uma oficina de teclado na Casa da Cultura - R. Mozart Serpa de Carvalho, 190, centro - Bom jardim - RJ.

O conteúdo inclui iniciação à Teoria Musical e prática de teclado.

Maiores informações podem ser obtidas pelos telefones 9981-6076 e 2566-6547, ambos com código de área (22).

Também pode-se obter informações pelo telefone 2566-3032, da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer.

Oficina de Capoeira Angola

In: , ,
A Casa da Cultura Mário Machado Nicoliello oferece mais uma atividade. Toda quarta-feira, a partir das 18h, o Instituto Cultural Rumpilê promove uma oficina de Capoeira Angola. A oficina acontece no Salão Marino Pinto, no segundo andar do prédio.

Maiores informações podem ser obtidas pelo e-mail rumpile.cultural@yahoo.com.br ou na própria Casa da Cultura - R. Mozart Serpa de Carvalho, 190, centro - Bom jardim - RJ. Também pode-se obter informações pelo telefone 2566-3032, da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Apresentação

Seja bem-vindo ao blog da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer de Bom Jardim- STECLA.

Nossa proposta é informar sobre os eventos e projetos da STECLA, além de conteúdos ligados à história, geografia, cultura, esportes e lazer do Município de Bom Jardim - RJ.

Fique à vontade para comentar e sugerir. Sua opinião certamente enriquecerá o nosso trabalho e ajudará na orientação adequada das iniciativas futuras.

O Editor


Arquivo

Postagens mais populares

Festa da Flor e Café 2012